Carrie Fisher em Star Wars IX?

Navegar por...

Bem, como todos sabemos, o final do ano passado foi bem complicado para muitos fãs da saga Star Wars, Carrie Fisher faleceu, e deixou um grande legado para o cinema e a cultura pop nos dias de hoje. Pode não ser tão honroso lembrar de Carrie por meio de sua personagem, Princesa Leia, mas convenhamos, como foi dito neste texto do Junta em homenagem a atriz, Leia tinha muito de Carrie, a atriz influenciou demais na personalidade da Rebelde, inclusive reescrevendo seus diálogos e como interagiria com os colegas de elenco.

fisher-script-1482943920

Continuando, pode não ser tão honroso falar assim, mas é a verdade no fim. Carrie estava em grande peso com sua participação na nova trilogia da saga. Sua morte inesperada preocupou muito os executivos da Disney, afinal, mesmo com grande respeito a atriz, e os filmes? Como ficaria a participação de Carrie? Qual seria o destino da General Organa?

Como foi dito há pouco tempo pelos veículos de comunicação; a personagem teria uma importância muito maior no episódio 9, principalmente no seu encontro com seu irmão, Luke, e seu filho desertor, Ben. Possivelmente, veremos o encontro entre os gêmeos Skywalker já no episódio 8, que está em fase de pós-produção. Mas o encontro de mãe e filho? O duelo emocional que tanto esperávamos, principalmente após Kylo matar Han?! Bem, este muitos acreditam que aconteceria no último episódio da nova trilogia… E talvez aconteça!

MAIN-Leia-Carrie-Fisher-Han-Solo-Harrison-Ford

Nesta semana, dia 10, o diretor do nono capítulo da saga, Colin Trevorrow, se encontrou com os executivos da Disney e Lucasfilm para decidir o destino da personagem, e pelas notícias que saíram hoje, tudo dá indícios que Leia estará presente no episódio. Nas palavras da jornalista Kirsty Wark, da BBC, A Carrie Fisher faleceu há poucas semanas, mas na mente dos magnatas da Disney e dos fãs de Star Wars, ela está bem viva e, com o que pode ser considerado velocidade recorde, a Disney está a negociar com a família a sua contínua presença na franquia.” (minha fonte foi o IGN, confira aqui a matéria)

E bem, é aí que está o problema! Eu amo Star Wars, quem me conhece, sabe que sou fã assíduo da saga, e senti muito a morte de Carrie, foi um baque enorme (fiquei até surpreso pela bad que me deu). Vê-la no episódio VIII trará um pouquinho desse sentimento de perda que muitos fãs, amigos e familiares da atriz sentiram ao saberem de seu falecimento (e também alegria de poder acompanhar seu último trabalho), mas, de qualquer forma, é ela ali, com sua atuação, emoção e personalidade – em carne e osso (sendo bem mais específico).

Agora, vê-la remontada no episódio IX não é uma ideia que goste, afinal, não será Carrie! Mesmo ela “estando bem viva na memória dos fãs”, muitos – assim como eu – devem torcer o nariz sobre isso, e é exatamente isso, “ela está viva em nossas memórias”, não queremos nos deparar com sua versão de computador. Mesmo que isso já tenha acontecido em Rogue One, mas ali foi apenas uma cena rápida (mas que me alegrou demais!), agora fazer isso durante o filme inteiro? Aí não né… É muito forçado.

maxresdefault

Porém, também devemos/podemos analisar de outra forma a questão, a qual eu julgo ser mais “direta”: a personagem não é a atriz, e nem vice e versa – mesmo que o papel de Leia tenha assombrado a vida de Carrie, essa é a verdade crua. Os traços que deram vida a personagem, e que dizemos ter tanto a ver com a real personalidade da atriz (o que defendo piamente), no momento em que estão em tela são de Leia, e não Carrie. Aí fica a discussão: Até onde é o ator e até onde é a personagem? Se o ator vira a cara da personagem, é de se entender que será para sempre, então como reagir a isso quando este falece?

Ok, voltando… “Mas poxa, João, é a personagem, a Disney tem o direito de tentar isso”, sim, eu sei, jovens Padawans, a Disney tem todo direito de tentar isso, e pode conseguir caso a família Fisher aceite o acordo, mas não será Carrie ali, ela foi muito característica para Star Wars, e sempre será… Ela era a realeza, cara! Ok, Peter Cushing foi refeito por computação para apresentarem Tarkin em Rogue One, mas convenhamos, Tarkin e Leia são totalmente opostos, ela é uma personagem totalmente expressiva e marcante na saga, e os novos episódios serão – de certo – totalmente emotivos pelo forte tema familiar abordado. E essa emoção, bem Jotinhas, deixo marcado aqui: só quem conviveu diariamente 40 anos com o peso da personagem nas costas consegue expressar.

Vá com calma Disney, compreendo sua preocupação e solução para tal, mas temos que ter um pouco de calma, afinal, nenhum CGI não consegue reproduzir todo peso de Carrie na saga.

Valeu, galera.

“Este post só foi possível com a ajuda de Marilene Melo e muitas outras pessoas que acreditam no Junta 7 e tornaram-se nossos padrinhos Jotinhas. Colabore você também clicando aqui https://www.padrim.com.br/juntasete].”

Comentários

comentário(s)