Crítica: Brotherhood – Final Fantasy XV Episódio 5 “The Warmth of Light”

Navegar por...

Eis que finalmente acaba a série animada Brotherhood: Final Fantasy XV. Ou pelo menos os episódios que serão publicados pelo YouTube, já que foi confirmado que haverá um último e sexto episódio centrado na heroína Lunafreya. O episódio só estará disponível aos que comprarem a Ultimate Collector’s Edition.

O quinto episódio, “The Warmth of Light” (do inglês, “O Calor da Luz”) é, de longe, o episódio mais fraco de todos. Ele confirma o que eu havia sugerido nos últimos posts sobre o anime, de que o anime não seria linear. Ou seja, o primeiro e último episódio são seguidos linearmente, mas os episódios 2, 3 e 4 podem ter acontecido antes ou depois dos eventos.

Aviso: sim, esse é o pior dos 5 episódios

Aviso: sim, esse é o pior dos 5 episódios

Tendo isso em mente, e sabendo que este era o último episódio a ser publicado antes do lançamento do game, era de se esperar de que o público tivesse algum tipo de expectativa. Mas não, o episódio conta com pouquíssimos flashbacks que não acrescentam em nada o que já havia sido estabelecido no primeiro episódio.

Não descobrimos nada sobre a mãe de Noctis. Depois de olhar no Twitter, descobri que a mãe de Noctis havia morrido quando ele ainda era um bebê. Ou seja, aquela moça com ele não era ninguém notável, ou pelo menos a narrativa não a fez parecer. Ela segurava e protegia Noctis como se fosse o próprio filho, mas nem ficamos sabendo de seu nome, se era uma babá ou qualquer coisa do tipo.

Um sacrifício a là OVA de Rurouni Kenshin completamente ignorado

Um sacrifício a là OVA de Rurouni Kenshin completamente ignorado

Também não ficamos sabendo como Noctis acaba ficando em coma (somo sugerido na última demo) ou na cadeira de rodas (nomo é mostrado em artes e trailers). Pode muito bem ter sido outro acidente, porque aquele não parecia ter machucado Noctis, só a moça com ele. Ficou tudo muito confuso.

O tempo que Noctis fica embaixo d’água também não faz sentido. Faz parecer-se que ele ficaria ali, lembrando do passado. Mas não, nada acontece e ele mata o demônio (sem nome!) sem muita dificuldade. O que fez ele se acalmar, o mergulho?

Quem é você? Como se chama? Onde esteve este tempo todo? Por que Regis não conseguiu te matar?

Quem é você? Como se chama? Onde esteve este tempo todo? Por que Regis não conseguiu te matar?

Devo dizer que a sorte da Square-Enix foi ter feito um excelente filme, o Kingsglaive: Final Fantasy XV. Porque o anime só teve dois episódios notáveis, os outros medianos e esse simplesmente péssimo. Kingsglaive te faz realmente querer jogar Final Fantasy XV e comprar qualquer coisa que tenha o nome no título. Já esse anime… Bom, pelo menos a animação é ok.

PS.: Isso serviu pra provar pra mim mesma que não basta ter Final Fantasy no título pra eu me enganar e acabar gostando. Eu genuinamente só gosto de um episódio desse anime e no geral o achei bem fraco. Ele é necessário, e teria sido muito marcante se os demais episódios tivessem sido feitos com o mesmo carinho. Especialmente este último.

Post escrito por Carol Santos
Twitter | Facebook | Instagram | Site

Brotherhood: Final Fantasy XV Episódio 5

Gratuito
Brotherhood: Final Fantasy XV Episódio 5
4,2

Enredo

3/10

    Personagens

    5/10

      Desenvolvimento

      1/10

        Animação

        9/10

          Som

          3/10

            Pros

            • Continuidade
            • Noctis é forte, até

            Cons

            • Por onde começar?
            • Sem profundidade alguma
            • Nada faz muito sentido
            • Perguntas do primeiro episódio não são respondidas
            • Completamente irrelevante

            Comentários

            comentário(s)