Critica| DuckTales: Os Caçadores de Aventuras

Navegar por...

Se tem alguém que sabe fazer desenhos animados, esse alguém é Walt Disney. Desde Steamboat Willie, lançado em 1928, até os dias de hoje, esse estúdio é marcado por revolucionar em diversas oportunidades.

Além dos sucessos obtidos em seus longas de animação, os estúdios Disney são conhecidos pelos êxitos em séries, também animadas. E, muito provavelmente, o maior expoente desta categoria seja DuckTales – Os Caçadores de Aventuras.

Originalmente, a série animada foi ao ar entre 1987 e 1990, somando, ao todo, 100 episódios. Essa obra foi totalmente baseada nos quadrinhos de Carl Barks, que além de roteirista, era desenhista dos estúdios.

A série animada se passava no universo de Patópolis, a principal cidade e palco de grandes aventuras vividas por Tio Patinhas, o pato mais rico do mundo. Segundo a Forbes, sua fortuna está avaliada em US$ 65 bilhões de dólares. Ao seu lado, estavam membros de sua família, os garotos Huguinho, Zezinho e Luizinho, além do Pato Donald, seu sobrinho. Fora outros personagens que falaremos a seguir.

ducktales

DuckTales, em 1987, com seu traçado original

Passados 30 anos do lançamento da série, DuckTales, assim como diversas obras fictícias, ganhou um reboot. E a grande responsável por essa revitalização foi a Disney XD, a mesma que está trabalhando com Ravens Home.

A série só volta ao ar no próximo dia 23 de setembro, com episódios semanais, porém o canal deu uma prévia ao exibir um telefilme que agrada a todos os públicos. A premissa se mantém fiel ao original, apesar do traço dos personagens ser totalmente novo. Tio Patinhas, que além de bilionário, também é um grande explorador, se vê preso na “vida pacata” de um ricaço.

A sua rotina muda completamente quando Donald tem uma entrevista me emprego, mas não tem com quem deixar Huguinho, Zezinho e Luizinho, seus sobrinhos que moram com ele. A única saída é deixar o trio com o tio excêntrico.

Após encontros e desencontros, um comentário faz de Zezinho faz com que a chama do aventureiro reacenda no coração do Tio patinhas, que decide ir em busca da joia perdida da cidade submersa de Atlântida. Para isso, além dos sobrinhos, Patinhas contará com ajuda da sagaz Patrícia Vanderpato, que é neta de sua governanta, Patilda. Isso sem contar a companhia de Capitão Boing, que se torna piloto da expedição.

maxresdefault

Luizinho, Huguinho, Patrícia e Zezinho em uma das cenas do telefilme

O que Patinhas não esperava era que Pão Duro McMonei, seu arqui-inimigo, também estava atrás da joia, mas com ideias totalmente opostas. Enquanto Patinhas usaria a pedra como fonte de energia limpa para Patópolis, McMonei a queria para poder se tornar o pato mais rico do mundo. Não vou muito além disso porque a ideia é que você veja o desenho, que realmente está muito bom.

A dublagem é outro ponto que deve ser levada em consideração. Danny Pudi, Ben Schwartz (Parks and Recreation) e Bobby Moynihan são, respectivamente, Huguinho, Zezinho e Luizinho. Kate Micucci faz a voz de Patricia David Tennant (Doctor WhoJessica Jones) é Tio Patinhas e Tony Anselmo voltará a fazer a clássica voz do Pato Donald. Além deles, a animação conta com Toks Olagundoye como Madame Patilda e Beck Bennett como Capitão Boing

Apesar de ainda não terem aparecido no telefilme, logo nos depararemos com outros personagens clássicos da série. Não deve demorar muito para vermos o Professor pardal ou o embate dos heróis contra os Irmãos Metralhas e a Maga Patalógica.

A comédia é divertida e deve pegar os mais diversos públicos. Para os mais jovens, é a oportunidade de conhecer um novo universo animado. para os mais “velhos”, é a chance perfeita para relembrar dos bons momentos da infância, assistindo as aventuras desta família.


Este post só foi possível com a ajuda de André Cabrero e outras pessoas que acreditam no Junta 7 e tornaram-se nossos padrinhos Jotinhas. Colabore você também clicando aqui.

Comentários

comentário(s)