Devo comprar a versão HD de Final Fantasy IX?

Navegar por...

No começo deste ano de 2016, a Square-Enix relançou para smartphones um de seus grandes sucessos do Playstation, o Final Fantasy IX. Depois de 3 meses de espera, foi lançado o nono título da série para Steam, no dia 14 de abril. A diferença deles para o game original é que este é uma versão remasterizada.

Você sabe o que é uma versão remasterizada? Remasterização é um termo que profissionais de audiovisual conhecem muito bem. É como é chamado o processo de se recuperar o som original de uma gravação. Dessa forma é possível relançar um produto antigo com todo o charme e beleza que a tecnologia atual pode proporcionar, as vezes dando ao projeto o brilho que seus criadores sempre quiseram que tivesse, mas não tinham a tecnologia necessária.

tumblr_o3bh1civ151s2w5q7o8_400

Pensando nisso, a remasterização de um filme ou game é o ato de se recuperar a qualidade original ou torná-la ainda mais rebuscada. A Disney vem fazendo isso com seus antigos clássicos desde os anos 2000.

cinderella_remaster

Versão remasterizada de Cinderella

Portanto, Final Fantasy IX não se trata de um remake ou reboot, e sim de uma versão visualmente mais atraente, diferente da versão que temos na Playstation Store, que consiste do jogo original com seus gráficos originais.

Depois de 16 anos sendo um exclusivo do Playstation, Final Fantasy IX agora é acessível aos PC Gamers. Um clássico do PSOne, cheio de nostalgia e realmente muito belo… Mas em pleno 2016, vale a pena jogar Final Fantasy IX?

Quando Final Fantasy IX foi lançado em 2000, muitos da equipe ficaram levemente descontentes com o produto final. Não que a história estivesse ruim ou que o game estivesse propriamente feio, mas o que foi entregue no mercado não era o que eles viram em seus computadores enquanto estavam programando o game.

Isso porque a tecnologia do primeiro Playstation não suportaria tamanhos gráficos, e o game que jogamos era uma versão compacta do que a empresa queria ter entregado. Vale lembrar que o game foi dividido em 4 CDs na época. Uma tentativa da Squaresoft (hoje em dia, Square-Enix) de fazer sua versão compacta o mais fiel ao que os artistas imaginaram.

download (3)

Os 4 CDs originais de Final Fantasy IX, publicado pelo usuário Der Benny, na Steam

O jogar da versão HD de Final Fantasy IX na Steam é finalmente fazer justiça a todo o potencial que o game sempre teve, desde 2000. O áudio está mais limpo, os cenários estão na mesma qualidade que os personagens, os personagens já não estão mais serrilhados e existe uma fluidez de movimento que Final Fantasy IX nunca teve, mas você podia ver que existia até respiração dos personagens. Hoje, é tudo mais bonito, os movimentos são limpos. Pra quem jogou a versão antiga, é lindo de se ver.

Então, se você jogou na época, você deve jogar essa nova versão da Steam. É um favor que você deve fazer a você mesmo. Você vai perceber todo o cuidado que a empresa teve de te entregar uma versão bonita do jogo e se sentirá realmente recompensado.

bomito

Olha que interface linda que eles adicionaram para o Final Fantasy IX da Steam

Há quem se preocupe com os “newcomers”, usuários da Steam que não jogaram Final Fantasy antigamente e se interessam pelos clássicos hoje em dia. Sim, o jogo é bem mais lento do que os RPGs de hoje em dia, principalmente dos games medievais como The Witcher 3.

Mas a Square adicionou a possibilidade de você jogar com o mouse também, o que facilita muito a vida das pessoas que não estão acostumadas com os controles (muitas vezes confusos) de JRPGs no PC e torna toda a experiência um pouco mais rápida.

tumblr_o3bh1civ151s2w5q7o6_400

Eiko e Garnet invocando a Eidolon Alexander, em Final Fantasy IX

Ao contrário dos games novos e seu sucessor Final Fantasy X, Final Fantasy IX não tem dublagem. Ou seja, todo o diálogo acontece em balõezinhos. Se você não liga de ter que fazer um pouco de leitura durante o seu gameplay, não exista razão para que isso te impeça de adquirir o game. E, pelo menos, você não precisa lidar com péssimas atuações como a de Tidus e Yuna em Final Fantasy X.

Uma vantagem é que você tem o total controle do tempo em que os balões ficam na tela, auxiliando pessoas com dificuldade em inglês ou com dificuldade de entender a história do jogo. Afinal, você pode simplesmente parar e ler o texto com calma. E, talvez, alguns diálogos sejam mais engraçados de serem lidos do que ouvidos.

tumblr_m1koc7chhr1qj0pm2o2_500

Um moogle, criatura comum em Final Fantasy‘s.

Pra quem não conhece o enredo, segue aqui um resumão:

O game começa com você conhecendo uma bela e jovem princesa chorando em sua janela. Logo depois desta cena, você incarna o protagonista Zidane, um dos ladrões do grupo de (roubo e) teatro Tantalus. Sua missão é sequestrar a tal bela princesa.

Durante o sequestro, você não só descobre que a princesa não é assim tão fácil de se sequestrar, como acaba lutando ao lado de Vivi, um pequeno mago, e Steiner, o Capitão dos Soldados de Plutão do reino de Alexandria (do qual Garnet é princesa).

Depois de sequestrá-la, seu dever é levá-la para Lindblum, a mando de seu contratante. Mas por quê? E que interesse tem a rainha Barhne em atacar sua própria filha. Estará Garnet segura em Alexandria? Ou Lindblum?

tumblr_o3bh1civ151s2w5q7o7_400

Zidane, Vivi, Garnet e Steiner, em Final Fantasy IX

O veredito final é que sim, vale muito a pena. Para fãs da saga, para aqueles que não conhecem, e principalmente para fãs de games medievais. Final Fantasy IX orgulhosamente tentou resgatar um pouco das origens da série original, com histórias de princesas e reinos em guerra, e essa nostalgia é simplesmente deliciosa de se presenciar novamente.

Faça esse favor pra você mesmo e adquira o game enquanto ainda está com 20% de desconto!

tumblr_o1opqxvt6d1qgxaowo1_500

Final Fantasy IX na Steam

Final Fantasy IX

R$ 39,49
Final Fantasy IX
8,1

História

9/10

    Jogabilidade

    6/10

      Música

      10/10

        Diversão

        8/10

          Gráficos

          8/10

            Pros

            • Nostalgia
            • Ótima história

            Cons

            • Port veio do mobile

            Comentários

            comentário(s)