Do Facebook Watch, Limetown é uma série intrigante

Navegar por...

A Netflix fez com que todo mundo se interessasse por serviços de streaming. Não à toa vivemos em uma verdadeira guerra com Amazon, Apple, Disney e tantas outras no páreo. Se deixar, a padaria da esquina de casa cria seu próprio serviço de streaming. Limetown, nova do Facebook Watch, é a mais nova produção da empresa de Mark Zuckerberg. Você sabia que o Facebook fazia série original? Pois é, eu também não!

Limetown é a adaptação do podcast de mesmo nome. Na série, acompanhamos Lia Haddock (Jessica Biel), uma jornalista da American Public Radio que decide investigar o mistério de Limetwon, uma cidade-instalação do governo que, sem explicações, desaparece com seus mais de trezentos habitantes. Entre os desaparecidos, Emil Haddock (Stanley Tucci), tio de Lia.

Quando as investigações parecem não levar a nenhuma revelação concreta, Lia descobre uma pista que pode leva-la à única sobrevivente do caso e não demora a descobrir que pessoas querem impedi-la de descobrir a verdade.

limetown_02

O podcast que originou a série já é um primor no quesito qualidade, a adaptação para televisão pretende expandir o universo mostrando os bastidores da investigação tornando tudo muito mais interessante.

Porque sim, se tem algo que Limetown conseguiu fazer nesses primeiros episódios é ser instigante. O mistério acerca da cidade e seus habitantes não é nem um pouco original, admito, mas a série faz, ao menos, parecer diferente em motivações e até mesmo na estrutura dos episódios, com idas e vindas temporais que ajudam a trabalhar bem o suspense.

Entretanto, por mais que Limetown ganhe pela sua história intrigante, seus personagens carecem de personalidade. Lia é um pedaço de papelão que apenas reage ao que está acontecendo e as tentativas do roteiro em trazer profundidade para a personagem não surtem efeito por serem clichês. Um desperdício do talento de Biel que entrega bem nos diversos momentos de suspense ao longo dos episódios, mas que não fogem disso.

O elenco de apoio tem o mesmo efeito, servindo apenas de orelha enquanto Lia explica coisas para que o espectador se localize na história. Toda a ideia de mostrar a investigação sobre o que aconteceu com os habitantes de Limetown é legal, mas se ela não vem acompanhada de bons personagens, isso pouco importa.

O podcast ainda é beeem melhor!

Tem acompanhado a série do Facebook Watch e tem teorias sobre o que aconteceu com os habitantes de Limetown? Deixe seus comentários!

Comentários

comentário(s)