E agora, DC?!

Navegar por...

man-of-steel-controversy

Saudações leitores do Junta 7! Mês passado comentei sobre os filmes da Marvel que estão fazendo um sucesso estrondoso, enchendo os cofres da Marvel e fazendo titio Stan Lee feliz da vida!

Mas aí você se pergunta: e a DC?! O que ela anda fazendo pra correr atrás do prejuízo e ser tão popular e lucrativa quanto a galera da Marvel? O que me parece é que nem a DC sabe como correr atrás do prejuízo.

Pegamos de inicio os números do Rotten Tomatoes para duas das mais recentes produções da DC: O Homem de Aço (2013) e Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012) tiveram, respectivamente, 56% e 88% de aprovação no site. A diferença é gigantesca e muito preocupante se considerarmos que haverá uma fusão das duas franquias em breve, com o já anunciado Superman/Batman em 2015. Vamos às analises dessas e de outras empreitadas da DC no cinema:

The Dark Knight Rises

Batman – O Cavaleiro das Trevas, Trilogia (2005, 2008 e 2012)

Depois de um fiasco dirigido por Joel Schumacher chamado Batman & Robin (1997, alcançando 12% de aprovação no Rotten, a menor nota de todos os filmes do Batman), era hora de dar um reboot na saga do Homem-Morcego. A Warner Bros chamou o pouco conhecido Christopher Nolan e David S. Goyer para cuidar do roteiro de Batman Begins. A trilogia mostra como os filmes de heróis funcionam se forem feitos com as pessoas certas no momento certo. Era a hora de mexer nas estruturas da franquia e até no cânone do personagem, vemos muito pouco do Batman dos quadrinhos nos filmes do Nolan, optando por jogar fora os absurdos das HQs e focar em pequenos elementos da história do Homem-Morcego, formando uma verdadeira colcha de retalhos.

Green-Lantern-Film-02

Lanterna Verde (2011)

O filme do Lanterna Verde, dirigido por Martin Campbell (007 – Cassino Royale) competiu em 2011 com três filmes da Marvel (Thor, Capitão América – O Primeiro Vingador e X-Men: Primeira Classe) e não só foi detonado, como foi estraçalhado pelos outros blockbusters do ano (Missão Impossível: Protocolo Fantasma, As Aventuras de Tintim e Transformers – O Lado Oculto da Lua). Estrelado pelo queridinho Ryan Reynolds, rendeu mais de 219 milhões para um orçamento de 200 milhões. É evidente no filme o desespero da DC em se firmar no cinema tão bem quanto a Marvel, lançando um produto que é um desfile de personagens adorados pelos fãs, mas mal aproveitados (torraram Hector Hammond e Parallax numa tacada só!), pouco desenvolvidos (Sinestro virando megaevil por motivos de ficou com vontade de fazer isso) e entediantes (Blake Lively como Carol Ferris, seriously?).

Homem de Aço (2013)

O Superman, numa briga judicial entre as famílias dos criadores do personagem, perdeu sua cueca por cima da calça, mas isso não seria problema, afinal, Zack Snyder (300, Sucker Punch) sabe fazer cenas de ação como ninguém, e ele faz isso muito bem usando e abusando não só de bons efeitos especiais, mas também do ótimo elenco, Henry Cavill compôs bem seu Super-Homem, Michael Shannon foi uma escolha acertadíssima para Zod e Amy Adams fez bonito como Lois Lane, o elenco de apoio não decepciona com Diane Lane, Kevin Costner, Lawrence Fishburne e Russel Crowe. Mas cometem o mesmo erro de Lanterna Verde torrando Zod logo de cara, um dos vilões mais tradicionais dos quadrinhos pode até ter sido bem explorado no filme, mas podiam ter pensado nele como antagonista a longo prazo, reservado este primeiro filme para uma introdução da trama e usando algum outro vilão como principal (Metallo, Lex Luthor, topava até o Homem dos Brinquedos). Além de fazê-lo extremamente didático ao explicar não uma, mas duas vezes quem é Zod (fica a dica para ler esse meu texto no Medium que falo sobre Homem de Aço, Um Truque de Mestre e Círculo de Fogo).

 

Superman/Batman (previsto para 17 de julho de 2015 nos EUA)

Henry Cavill retorna como Superman, Amy Adams, Diane Lane e Lawrence Fishburne também. Temos adicionados ao elenco Bem Affleck como Batman/Bruce Wayne e Gal Gadot como Mulher-Maravilha, Steven R. McQueen (The Vampire Diaries, de longe a escalação que mais me agrada) é o favorito para o Asa Noturna e ainda não foi escolhido quem viverá Lex Luthor, mas Bryan Cranston (Breaking Bad), Mark Strong (Kick-Ass – Quebrando Tudo) e Terry O’Quinn (Lost) estão no páreo.

superman-batman-2015

E foi logo com a confirmação de Batman e Mulher-Maravilha que começam minhas ressalvas com o filme: primeiro que Zack Snyder, David Goyer e Christopher Nolan podem até ser competentes, mas a Warner Bros precisa parar de meter o nariz nas produções da DC, um pouco de liberdade criativa não mata ninguém e a Warner perde muito em frear tanto suas produções impondo formulas já testadas e aprovadas pela Marvel, mas é pela Marvel, são públicos diferentes e até entendo a ânsia da Warner em querer fazer um filme da Liga da Justiça (até eu quero), mas precisa ser feito do jeito certo, e não às pressas como está acontecendo. A introdução a Bruce Wayne que tivemos em Homem de Aço foi um satélite da WayneCorp sendo destruído por Zod, vale mais como easter egg, agora, quem iria esperar que o Homem de Ferro de lá de 2008 estava dando origem num universo cinematográfico conhecido e adorado por todos? Todo mundo quer agora uma fatia do bolo dessa formula, a franquia dos X-Men (propriedade da Fox) vai fazer o mesmo com X-Men – Dias de um Futuro Esquecido, por exemplo.

TeenTitans

Aposto minhas fichas nesse Superman/Batman como um bom e esquecivel entretenimento, se for pra apostar em algum filme de super-equipe da DC Comics, fico no aguardo por uma adaptação dos Novos Titãs, essa sim eu ia gostar de ver, tem heróis populares por causa da animação do Cartoon Network, mas não tão tradicionais, o que permite mudanças bem-vindas, são jovens e terão apelo com o publico adolescente, será um caminho muito mais seguro para a Warner e a DC percorrerem, afinal, além dos Novos Titãs serem uma das HQs da DC que mais gosto (ao lado de Flash), conto com algum queridinho das adolescentes no papel do Robin Vermelho (Pattinsons e Lautners nunca são demais em Hollywood).

Para mais sobre cinema, televisão, música e devaneios sobre a resposta para a pergunta sobre a Vida, o Universo e Tudo Mais, me acompanhem nas redes sociais:

Twitter | Medium | Google+

Comentários

comentário(s)