Em ‘Dark’, nada é o que parece, mas você irá se surpreender

Navegar por...

Dessa vez, a Netflix nos entregou um projeto misterioso, muito mais do que uma série que, ao receber seu primeiro trailer e por conter protagonistas jovens, foi taxada de “uma versão mais adulta de Stranger Things”. Deixando uma série que virá a ser considerada um clássico alemão de suspense, a Netflix traz Dark. A série é a primeira produção original da Netflix, mas de origem alemã.

E vale lembrar que, se você já quis alguma série que bugue toda a sua cabeça, assim como Interestelar, veio ao lugar certo.

DARK-CS-1-618x360

Tudo acontece em Winden, e para entender tudo que vou falar aqui, você precisa saber que tudo está ligado. Somos apresentados aos personagens existentes em 2019, em um primeiro momento, e só na apresentação de cada um você encontra o peso de um roteiro bem escrito. São histórias interessantes, que te instigam a saber mais e tentar entender tudo que está acontecendo. Existem dos mais diversos tipos de personagens, mas vale citar que todos tem importância no desenrolar dos acontecimentos

Assim como a maioria das produções originais da Netflix, demora um pouco a engajar, mas assim que acontece, você não quer mais parar de assistir. A série começa com o desaparecimento misterioso de uma criança, e logo após outra some, e toda a investigação para que fosse descoberto algo, é desenrolada durante. Viajamos por épocas, e o mínimo dos detalhes como corpos mortos  vestidos de forma diferente da época em que estavam, importam.

netflix-dark-1085272

Na história, somos apresentados a diversos paradoxos filosóficos e que sempre se definem pela existência de dois lados, luz e sombra. Tudo se desenrola sobre a teoria de viagem no tempo, e acontece em 3 épocas: 1986, 2019 e 1953; mas paro por aqui para não dar spoilers. Noções de certo e errado são questionadas, e a atmosfera de suspense prevalecendo.

Acho que nessa parte da atmosfera, a trilha sonora se destaca como principal fator por sincronia. Todas as cenas combinam exatamente com a instrumentação tocada durante, e é incrível como isso deixa Dark um passo à frente na imersão, deixando quem assiste até aflito, em certos momentos.

DARK1

Noah, o principal antagonista da série, só é conhecido basicamente no meio da série, o que não afeta em nada o peso que ele tem no final da história e o quão sádico ele se mostra. Manipulação é a arte desse padre que mostra que a crença cega pode levar à insanidade.

dark-netflix

Assim dito, vale lembrar a comparação com Stranger Things, que na verdade é desnecessária pelo fato de que as séries são completamente diferentes de si, apesar de começarem com a criança desaparecida. Dark, tem uma atmosfera extremamente mais carregada e com um entendimento mais pesado, com reais problemas psicológicos de certos personagens, o que torna tudo muito mais interessante.

Vale ressaltar também a direção de fotografia e de cenário, que foi extremamente bem feita a um estilo a lá Zack Snyder, combinando perfeitamente com a série e nos mostrando lugares extremamente bonitos na Alemanha.

A série conta com 10 episódios nessa primeira temporada, fornecendo um plot para uma futura segunda. Cada episódio tem em torno de 50 minutos, que valem cada momento assistido. Dark merece uma chance, apesar de difícil de entender no começo.

1510658482-dark-netflix-poster-

E pra finalizar, deixo com vocês uma questão apresentada na série:

Se você pudesse matar, enquanto ela fosse criança, uma pessoa que você tem toda a certeza que irá se tornar um assassino, e que pegará alguém que você ama. Você o faria? Seria capaz de conviver com a culpa e salvar diversas pessoas?

Tudo está conectado.


Este post só foi possível com a ajuda de Marilene Melo e outras pessoas que acreditam no Junta 7 e tornaram-se nossos padrinhos Jotinhas. Colabore você também clicando aqui.

Comentários

comentário(s)