Gwent: um game de estratégia e um pouco de sorte

Navegar por...

Gwent foi um game que passou despercebido por este que vos fala durante a cobertura do Junta 7 na BGS (#sdds) no ano passado. Nunca me interessei por games do gênero, preguiça minha de me informar sobre, ou preconceito mesmo.

Aí eu vi aleatoriamente uma gameplay do Coisa de Nerd em que ele jogava Gwent contra o Jovem Nerd, um vídeo bastante bacana, por sinal. E aí resolvi dar uma chance para Gwent.

O game ainda está em fase Beta fechado então não espere jogar imediatamente após ler esse texto, você precisa fazer o registro e aguardar ser convidado.

gwent006

Gwent é baseado no minigame de mesmo nome que havia em The Witcher 3: Wild Hunt. No jogo, você escolhe entre baralhos de cinco facções (Scoia’tael, Skellidge, Reinos do Norte, Monstros e o recém-adicionado Nilfgaard), cada um com habilidades específicas e que podem te ajudar a vencer uma partida em que você distribui essas cartas num tabuleiro com três fileiras (corpo a corpo, longa distância e cerco).

Ao colocar as cartas que dão força ao seu lado do tabuleiro ou dano às cartas do oponente, você aumenta sua pontuação geral, essencial para vencer a rodada, vencendo duas rodadas, você vence a partida.

Mas nem tudo é tão simples assim, em Gwent você precisa de muita estratégia (e algumas pequenas doses de sorte) para vencer as rodadas e saber a hora de passar a vez e perder uma rodada, você tem apenas 10 cartas (11, contando com a do líder de sua facção), use-as com sabedoria.

gwent005

Eu, em muitos momentos, lá pelo nível dois, me via gastando cartas adoidado para vencer uma rodada em que estava 20 pontos atrás do meu adversário. Não faça isso, por favor!

Gwent é um jogo complexo, mas não impossível de se jogar, basta manter a calma e construir uma estratégia, sabendo a hora certa de jogar determinada carta, tentar prever o movimento do oponente e manipular as ações dele à seu favor.

A dificuldade inicial é recompensada com uma boa progressão do seu perfil, apesar da pouca XP que você recebe ao longo das partidas, você ganha recompensas por rodadas vencidas, uma recompensa gradual que aumenta a sensação de desafio e anima para jogar mais uma partida.

Comecei a jogar na quarta-feira passada e hoje estou no level 10, isso perdendo mais do que ganho!

Esse aspecto é o que mais agrada em Gwent, você consegue avançar no game sem precisar ganhar 4.500 partidas seguidas, desembolsar rios de dinheiro comprando itens especiais e invocar deuses pagãos para te fazer menos noob. Com frequência você ganha cartas avulsas, barris com cartas, “minérios” (o dinheiro virtual usado no jogo) ou “restos” (item usado para fabricar cartas), e isso te anima a jogar e avançar cada vez mais, ganhando ou perdendo.

gwent008

Gwent mantem uma rivalidade interessante de acompanhar, não é o tipo de jogo em que você fica com raiva com o adversário que ganha de você. O game encoraja o usuário a manter tudo na esportiva, gentileza e cordialidade.

Entretanto, Gwent peca em alguns aspectos, em parte pelo jogo ainda estar em Beta fechado e muita coisa ainda pode e vai melhorar. Mas uma coisa que incomodou bastante durante minha experiência foi a falta de uma aba de estatísticas.

Sim, você consegue ver quantas partidas venceu/perdeu/empatou quando chega no nível 10 e tem a opção de jogar partidas classificatórias e subir no ranking do game. Mas faltam estatísticas mais gerais, incluindo partidas casuais, que melhorariam a experiência do usuário.

Uma aba de estatísticas possibilitaria o usuário perceber que determinado baralho tem maior número de vitórias ou derrotas e pode optar por melhorá-lo ou descarta-lo, por exemplo.

Outro ponto que julgo como negativo e espero que seja melhorado é que as partidas jogadas contra amigos não oferecem recompensas de XP, “minério” ou “restos”. Talvez seja uma boa pedida nas partidas contra amigos acrescentar um sistema em que o vencedor confisque uma carta aleatória (ou não) do baralho do oponente, ou então o vitorioso abocanhar uma parcela das recompensas do amigo perdedor.

gwent002

Também tive alguns problemas em estabelecer conexão para partidas casuais e, em diversas ocasiões, o sistema do jogo me colocava contra jogadores em níveis bem mais avançados que eu, do tipo em que estava no level 5 contra alguém do level 35, coisa que, de acordo com o que li sobre o jogo, não deveria acontecer, priorizando partidas contra jogadores de níveis e baralhos com força semelhantes.

Por outro lado, as cartas de Gwent representam personagens com histórias complexas e que ajudam a ampliar o universo enorme que é toda a franquia de The Witcher, já foi anunciado um modo história que expande mais ainda esse universo. Na certa teremos coisa boa por aí!

O game está praticamente pronto, acredito ser questão de tempo até que abram o beta para quem quiser testar, sem necessidade de convite, ou então que o lancem oficialmente. E Gwent tem um potencial imenso de movimentar multidões, já consigo prever campeonatos do game rodando o mundo.

Inscreva-se para o Beta fechado de Gwent clicando aqui.

Está jogando Gwent? Deixe nos comentários suas opiniões sobre o jogo e no que ele pode melhorar, ah, deixa também sua melhor estratégia para vencer uma partida 😉


Este post só foi possível com a ajuda da Murilo Rosella e muitas outras pessoas que acreditam no Junta 7 e tornaram-se nossos padrinhos Jotinhas. Colabore você também clicando aqui.

Comentários

comentário(s)