Manda que eu escuto #13 – Clean Bandit

Navegar por...

Há pouco mais de quatros anos, o hit Rather Be, da banda Clean Bandit, tomou conta das paradas de sucesso do mundo todo, chegando ao TOP 10 da Billboard Hot 100. De lá para cá, muita coisa mudou na rotina da banda. E é claro que eu não sabia disso. Mas como diz o poeta, tudo em seu tempo. E o tempo chegou.

Até então, Clean Bandit me era um grupo de apenas um sucesso. Ledo engano. E sabe como eu descobri isso? Graças a Jéssica Rizzo. Fã do grupo, ela escreveu para gente e sugeriu que eles fossem a figura central de um “Manda que eu escuto”. E como o pedido de vocês é um ordem, aqui estamos.

Clean_Bandit_1

A banda, ainda em sua formação original. Da esquerda para a direita: Luke Patterson, Jack Patterson, Grace Chatto e Neil Amin-Smith

A história do Clean Bandit começou bem antes do sucesso alcançado por Rahter Be. Os membros da banda Jack Patterson, Grace Chatto e Neil Amin-Smith se conheceram enquanto estudavam no Jesus College, ligado a na Universidade de Cambridge. Nesta época, Neil liderava um quarteto de cordas junto de Grace, uma vez que ambos participavam da Westminster School, uma escola de música localizada na Abadia de Westminster, a igreja mais importante de Londres.

Uma vez, enquanto Jack gravava as performances de Grace, eles começaram a remixar essas gravações com batidas de tambor e elementos de música eletrônica, criando uma combinação única. Para quem não está familiarizado, Clean Bandit tem essa essência em suas músicas. Eles misturam o clássico, vindo dos instrumentos como o violoncelo e o piano, com batidas dançantes de músicas eletrônicas.

O primeiro single do grupo saiu em dezembro de 2012, quando ‘A + E‘ foi lançado. O sucesso da música não demorou a chegar e ela figurou na lista do TOP 100 da UK Singles Chart, como uma das canções mais vendidas. ‘A + E’ ainda ficou marcada como a primeira faixa do álbum de estreia do grupo, New Eyes, lançado em 2014. 

VMA[1] (1)

A atual formação do grupo, com Jack Patterson, Grace Chatto e Luke Patterson

O álbum New Eyes segue sendo o único trabalho em estúdio lançado pelo Clean Bandit, mas isso não se torna um problema, tendo em vista a quantidade de hits que ele gerou. Além de ‘A + E’, o disco contém outras faixas que figuraram nas paradas de sucesso, como a já citada Rather Be, em parceria com Jess Glynne, com quem também lançaram Real Love. Além dessas, temos Mozart’s House, composição de Ssegawa-Ssekintu Kiwanuka, amigo de escola do grupo. Essa música foi a responsável por dar início do grupo. Valeu, Kiwanuka!

Até hoje, Rather Be desponta como a principal música do conjunto. Com ela, o Clean Bandit levou, em 2015, o Grammy, o “Oscar da Música, como ‘Melhor Gravação de Dance’. O single mais recente que se tem conhecimento é Symphony, que teve seu clipe lançado em março deste ano e tem a parceria com Zara Larsson. Essas parcerias com outros artistas em suas faixas são comuns ao grupo. Doze das treze faixas do álbum New Eyes contam com a participação de outros artistas.

maxresdefault

Mais uma com a formação original. Neil, de camisa listrado, deixou o grupo em outubro de 2016

O nome da banda, Clean Bandit, tem duas versões bem distintas. A primeira dela é dada como uma tradução de uma frase russo, já que Grace e Jack, na época namorados, viveram na Rússia por um período. Por causa disso, o significado seria semelhante à frase Inglês “bastardo completo”. Mais tarde, em 2014, Jack revelou que, na verdade, é um termo bastante afetuoso semelhante ao inglês “utter rascal“, que na tradução para o português, cai na linha do “pateta total”.

Por fim, a banda começou a tomar novos rumos em outubro de 2016. Neil Amin-Smith, um dos fundadores do grupo, decidiu buscar novos horizontes e anunciou sua saída do Clean Bandit. Desde então, eles atuam como trio.

– TOP 3 –

  • Rather Be ft. Jess Glynne

Foi o primeiro sucesso do grupo, além de ter sido vencedor do Grammy. Não tinha como começar de outra maneira

  • Symphony ft. Zara Larsson

O single mais recente do grupo. Vale o destaque por apresentar mais elementos da música clássica. Ah, aproveita e confere o nosso texto sobre o Il Volo

  • Tears ft. Louisa Johnson

A música é boa e o clipe é legal para caramba. Não tem como não gostar.


Já conhecia o trabalho do Clean Bandit? Deixe nos comentários o que você achou da dica e acompanhe o trabalho deles no Spotify;

E a coluna “Manda que eu escuto” não sobrevive sem o seu comentário! Qual a sua sugestão musical para aparecer na coluna? Você também pode enviar um e-mail para juntacast@gmail.com. Manda que eu escuto sim!


Este post só foi possível com a ajuda da Murilo Rosela e muitas outras pessoas que acreditam no Junta 7 e tornaram-se nossos padrinhos Jotinhas. Colabore você também clicando aqui.

Comentários

comentário(s)