A musicalidade dos não musicais

Navegar por...

Talvez seja um pouco cedo para tal afirmação, mas 2017 foi um ano de suma importância para a volta dos musicais para Hollywood. E tudo isso se deve a um filme: La La Land – Cantando Estações (confira nossa crítica aqui).

Lançado originalmente em 2016, La La Land arrecadou mais de US$ 170 milhões de dólares e foi o maior papa-prêmio da temporada. No Globo de Ouro, o retrospecto foi perfeito. 7 vitórias em 7 categorias diferentes. E esse sucesso não foi muito diferente no Oscar. Recordista de indicações, com 14 no total, ele arrecadou 6 estatuetas, entre as quais, coroou o trabalho de Emma Stone como melhor atriz do ano. O filme dirigido por Damien Chazelle foi considerado uma ode aos tempos de ouro dos musicais hollywoodianos, podendo assim, marcar a estreia de uma nova era de musicais.

E não era de se surpreender o sucesso do filme, afinal de contas, quem não gosta de uma boa música. Somado a esse pensamento, quem não gosta de ver um bom filme, não é? Claro que não é todo mundo que tem a paciência de sentar para assistir um musical “de raiz”. Apesar de adorar o gênero, ele não é a coisa mais simples do mundo para se ver. Do nada as pessoas começam a cantar e sapatear e não precisa muito para as pessoas ficarem com caras de “sério isso?”.

Pensando nessa galera, resolvi fazer um lista com seis títulos distintos que tem a música como fio condutor, mas que não são musicais. E é bom que vocês já aproveitam e podem escolher o que ver no fim de semana. Ah, vale ressaltar que a lista está por ordem de lançamento. Ela não é necessariamente a lista dos meus prediletos, apesar de conhecer todos os títulos.

Vamos lá?

Detroit Rock City – 1999

4show

Sinopse – Em 1978, quatro adolescentes embarcam numa louca aventura pelas estradas americanas rumo ao show de sua banda favorita, o KISS, na cidade de Detroit. Levados pela paixão pelo grupo de rock, nada poderá impedir o grupo de assistir ao grandioso espetáculo.

8 Mile – Rua das Ilusões

maxresdefault

Sinopse – Em Detroit vive Jimmy (Emimem), um jovem rapper em plena crise de identidade, que procura um sentido para sua vida. Ele abandona a namorada grávida, briga com a mãe alcoólatra e é perseguido pelos inimigos. Tudo vai mal, mas ele deposita suas esperanças em um concurso de rima. É lá que ele extravasa sua raiva e angústia.

Filme ganhou o Oscar de Melhor Canção Original por Lose Yourself, de Eminem, Jeff Bass e Luis Resto.

Escola do Rock – 2004

00800.m2ts_snapshot_01.14.29_2012.09.06_16.56.50_original

Sinopse – Dewey Finn (Jack Black) é um músico que acaba de ser demitido de sua banda. Cheio de dívidas para pagar e sem ter o que fazer, ele aceita dar aulas como professor substituto em uma escola particular de disciplina rígida. Logo Dewey se torna um exemplo para seus alunos, sendo que alguns deles se juntam ao professor para montar uma banda local, sem o conhecimento de seus pais.

Mesmo Se Nada Der Certo – 2014

mesmo-se-nada-der-certo-um-filme-sobre-recomecos.html

Sinopse – Uma cantora (Keira Knightley) se muda para Nova Iorque, mas logo após chegar no local, seu namorado americano decide terminar o relacionamento. Em plena crise, ela começa a cantar em bares, até ser descoberta por um produtor de discos (Mark Ruffalo), certo de que ela pode se tornar uma estrela.

Whiplash – Em Busca da Perfeição

Whiplash-5547.cr2

Sinopse – O solitário Andrew (Miles Teller) é um jovem baterista que sonha em ser o melhor de sua geração e marcar seu nome na música americana como fez Buddy Rich, seu maior ídolo na bateria. Após chamar a atenção do reverenciado e impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher (JK Simmons), Andrew entra para a orquestra principal do conservatório de Shaffer, a melhor escola de música dos Estados Unidos. Entretanto, a convivência com o abusivo maestro fará Andrew transformar seu sonho em obsessão, fazendo de tudo para chegar a um novo nível como músico, mesmo que isso coloque em risco seus relacionamentos com sua namorada e sua saúde física e mental.

Vencedor do Oscar nas categorias Melhor Ator Coadjuvante, para JK Simmons, além de Melhor Montagem e Melhor Mixagem de Som

Sing Street – Música e Sonho

Sing-Street-2

Sinopse – Dublin, Irlanda, 1985. Conor (Ferdia Walsh-Peelo) é um jovem obrigado a mudar de colégio, devido à difícil condição financeira de seus pais, que ainda por cima brigam sem parar. Logo ele tem problemas com um valentão local, que passa a persegui-lo, e também com o padre que coordena a escola, devido à sua disciplina rigorosa. Desiludido, Conor tem um sopro de esperança ao conhecer Raphina (Lucy Boynton), uma garota que está sempre à espera na porta da escola. Disposto a conquistá-la, ele diz que está montando uma banda de rock e a convida para estrelar um videoclipe. Com o convite aceito, agora ele precisa fazer com que a banda exista de verdade.

Todas as sinopses foram retiradas do site Adoro Cinema


Este post só foi possível com a ajuda da Murilo Rosela e muitas outras pessoas que acreditam no Junta 7 e tornaram-se nossos padrinhos Jotinhas. Colabore você também clicando aqui.

Comentários

comentário(s)