The Voice – Blind Auditions – S09E03 e S09E04 (Pt. I)

Navegar por...

E voltamos com o The Voice. Nos dois primeiros episódios da nona temporada, os treinadores Adam Levine, Gwen Stefani, Pharell Williams e Blake Shelton, somavam juntos 19 competidores.

Com a vinda dos episódios seguintes, o nível continuou muito bom e as equipes foram sendo completas aos poucos. E foram tantos candidatos, mas tantos candidatos, somados ao meu atraso, que essa postagem será divida em duas partes.

Aqui você verá 15 dos novos 29 classificados, ou seja, o episódio três completo e parte do quarto, para depois ver o resto e o que rolou no último dia. Então sem mais enrolação, vamos ao que interessa.

Morgan Frazier, Breckenridge/Texas

A texana erradicada em Neshville escolheu a música I Want You to Want Me, da banda Cheap Trick. Somando sua voz suave ao violão, ela conseguiu chamar a atenção de Gwen Stefani e Blake Shelton, que virou nos últimos segundos. Gwen até tentou convencer a artista country, porém não teve jeito e ela optou por fazer parte do Team Blake

Amanda Ayala, Nova Iorque/Nova Iorque

Amanda foi a segunda participante da noite. A nova-iorquina apresentou voz forte em uma apresentação concisa ao som de Mississipi Queen, da banda Mountain. Durante sua apresentação, apenas Gwen não virou sua cadeira, sendo que a candidata acabou revelando que a escolheria. Melhor para Adam, que adicionou mais uma cantora ao seu grupo.

Jeffery Austin, Chicago/Illinois

2CE24CE900000578-0-image-a-83_1443506254709

Podemos dizer que Jeffrey teve sorte. Ao cantar Lay me Down, de Sam Smith, em uma apresentação que não empolgou muito, ele conseguiu apenas que Gwen virasse sua cadeira, porém todos sabemos que isso é o suficiente para entrar no The Voice.

Lyndsey Elm, Vacaville/Califórnia

NUP_169751_3359.JPG-825x510

A ex-atleta escolheu Lips are Moving, da cantora Meghan Trainor para sua apresentação. A cantora impressionou com sua voz, e não só a mim, tanto que conseguiu virar as quatro cadeiras. Durante a vez de Gwen, a candidata disse que cresceu ouvindo a cantora e não teve outra. Gwen conseguiu sua primeira artista da noite.

Manny Cabo, Elizabeth/Nova Jérsei

Um dos candidatos mais “velhos” desta edição, o fotógrafo de 45 anos escolheu Here I Go Again, da banda Whitesnake para sua performance. Com uma voz que não condiz com seu porte físico e uma grande presença de palco, o careca não teve dificuldades para conseguir o four chair, sendo que Adam acabou sendo o escolhido por ele.

Madi Davis, McKinney/Texas

100315.N.ST_.Voice_

A cantora apostou basicamente na voz e violão por boa parte da música It’s too late, de Carole King. Com uma voz doce, ela colou Gwen e Pharell frente a frente na tentativa de trazê-la para seus respectivos grupos. Nessa batalha, Pharell levou a melhor.

Corte rápido

150928_2913095_Riley_Biederer__Cassandra_Robertson__Daria_J

Após a apresentação de Madi, a edição apresentou mais três candidatas que conseguiram suas vagas no programa.

Daria Jazmin cantou Dear Future Husband, de Meghan Trainor e foi para o Team Pharell ao lado de Riley Biederer, que cantou Invencible, da cantora Kelly Clarkson. Já Cassandra Robertson cantou Ghost, de Ella Henderson e foi para o Team Gwen.

Chris Crump, Baytown/Texas

Chris-Crump-The-Voice-9-Audition

Essa foi mais uma das apresentações que surpreenderam na noite 3. Apostando na música Thinking Out Loud, do britânico Ed Sheeran, Chris conquistou os jurados, com sua voz e levou o último four chair do episódio. Após a deliberação dos jurados, ele escolheu ser mais um a integrar o time de Blake Shelton.

Tyler Dickson, Denham Springs/Luisiana

150928_2913097_Tyler_Dickerson_Blind_Audition___Hard_to_Han

Quando pequeno, Tyler era um sucesso da música country dos Estados Unidos, porém sua carreira acabou quando a gravadora que ele pertencia faliu. E o The Voice foi sua segunda chance.

Cantando Hard to Handle, da banda Black Crowers  e mostrando boa presença de palco ele acabou sendo reconhecido por Blake, que foi o único a virar sua cadeira e deu a Dickson a chance que ele procurava.

Jubal e Amanda, Tulsa/Oklahoma

150928_2913098_Jubal_and_Amanda_Blind_Audition___Seven_Brid

Essa foi, sem sobre de dúvidas, umas das apresentações mais inesperadas de todas as edições do The Voice, não muito pelo show em si, mas pelo que aconteceu depois. O duo formado por Jubal e Amanda cantou Seven Bridges Road, da banda Eagles, e conseguiram com que Gwen e Pharell se enfrentassem mais uma vez.

Após Blake perguntar se eles eram casados, Amanda disse que não, mas quem sabe um dia. E o dia chegou. O JUBAL PEDIU ELA EM CASAMENTO NO PALCO DO THE VOICE!!! E ELA DISSE SIM *-*

Após a deliberação dos agora noivos, eles fecharam a noite indo para o time de Pharell Williams. Que fera que foi isso 😀

———————————————————————————————————————————

Blind Auditions – S09E04

The Voice Season 9

Depois de todas as emoções do episódio três, chegamos na primeira parte do episódio quatro, sendo que agora você vai conhecer os primeiros cinco classificados dessa noite.

Darius Scott, Tyler/Texas

Darius-Scott-02-600

O estilista veio ao palco e cantou You Make Me Wanna…, do ex-jurado Usher. Sua apresentação chamou a apresentação Adam, Gwen e Pharell. Por ser fã do cantor e até ter uma tatuagem do antigo grupo dele, o candidato acabou escolhendo ser mais um dos integrantes do Team Pharell.

Korin Bukowski, Miami/Flórida

150928_2913100_Korin_Bukowski_Blind_Audition___Cecilia_and_

Korin é uma das candidatas mais excêntricas que eu já vi passar pelo The Voice. Só para você ter uma ideia, durante a entrevista de apresentação ela mandou um “saudações, terráqueos” hahaha.

A cantora indie de voz única foi de Cecilia and the Satellite, de Andrew McMahon in the Wilderness. Sua apresentação chamou apenas a atenção de Gwen Stefani. Pode ser que eu esteja errado, mas algo me diz que se essa menina for bem lapidada, ela tem chances de ir longe.

Krista Hughes, Coal City/Virgínia Ocidental

Assim como aconteceu na sexta temporada, Angel From Montgomery, de Bonnie Raitt e John Prine, foi entoada no palco do The Voice por uma cantora country. Naquela oportunidade, essa canção deu uma vaga no Team Blake à Audra McLaughlin. E parece que o raio cai duas vezes no mesmo lugar.

Na quarta noite desta temporada, ela foi cantada por Krista e, assim como Audra, ela conseguiu que os quatro jurados virassem para ela. E assim como Audra fez, Krista foi mais uma artista country a se juntar ao time de Blake Shelton.

Chance Peña, Tyler/Texas

150928_2913102_Chance_Pena_Blind_Audition___I_See_Fire_

Chence não fez lá uma grande apresentação. Ao cantar I See Fire, de Ed Sheeran, ele conseguiu fazer com que Adam fosse o único a se virar, dando-o uma chance ao cantor de 15 anos na fase dos Battle Rounds. Duvido que ele vá mais longe que isso…

Viktor Király, Nova Iorque/Nova Iorque.

ViktorKiraly

O cantor de origem húngara é filho de músicos aposentados. Sua família veio para os EUA na busca pelo tratamento da câncer de sua mãe, que acabou curada. Ao se apresentar no The Voice, Viktor foi de Whats Going On, de Marvin Gayle e saiu com o four chair. Após todos os treinadores apresentarem suas melhores armar, Királu escolheu Adam Levine como seu mentor.

_TgF-j8k_p08H2oEAJxWpbBmv7EaIG4tDHjYlAZsGhU

 

Comentários

comentário(s)