UM CAFÉ BEM QUENTE E SEM AMOR, POR FAVOR!

Navegar por...

Foto: Internet

Foto: Internet

Por longos dias o mundo pareceu que iria acabar. Dias não, meses. A busca incessante pela paz já estava ficando cansativa demais para continuar, e vamos dizer que as soluções para o problema, que tomava conta da vida no momento, envolviam armas de fogo e objetos cortantes. Fazer besteira estava no fim da lista de “não fazer”, levando em conta que não atender ligações e também não mandar mensagens, eram as primeiras. A superação não estava querendo ser amiga no momento, a frase “sem dor não há felicidade” não estava funcionando e as músicas que tocavam no rádio eram tristes demais para tentar ficar bem. O que fazer?

Ok, o mundo não vai acabar por coisas tão bobas, então, o melhor para se fazer é ligar o botãozinho da razão. Vamos colocar as ilusões de um lado e as realidades do outro. Quais pendem mais? Quais valem mais a pena? Você colocaria a mão no fogo por qual delas? Perguntas sem respostas, de novo! Ok, vamos começar outra vez. Qual era sua expectativa e qual foi sua realidade? Essa é fácil de responder. Esperava: histórias dos livros do Nicholas Sparks. Teve: nada do que esperava. Isso é comum entre as mulheres, não é? Sempre querem o Zac Efron e acabam com o tiozinho da padaria ou com aquele colega de sala que era apaixonado por ela, mas que ela não gostava tanto assim. Nunca tinha um equilíbrio. Nunca tinha reciprocidade. Uma pena.

Em busca desse equilíbrio na vida, o melhor companheiro para se ter nesses momentos é o café. Ele te acolhe, te dá conselhos, te consola, fala as verdades que as suas amigas deveriam ter falado e te ajuda a lembrar de todos os erros que não se pode cometer no futuro. O pior de tudo é que ele tira o sono, e com a insônia tudo vem na mente de novo, e de novo, e de novo… Pô, poderia ser um amigo completo e não trazer o amor de volta, heim?! Gosto de quando as ações ficam racionais demais e as atitudes ficam corretas. Mas, como sempre, algo tinha que estar errado.

Calma! O desespero passa bem no dia em que a coragem chega. O botão “excluir” do seu celular será seu melhor amigo neste dia. Você dirá adeus para as mensagens bobas de ‘bom dia’, não sentirá faltas dos Snaps idiotas do final de semana, vai se sentir aliviada quando deletar TODAS as imagens da sua galeria e começar do zero novamente. Além de tudo isso, quando você apagar o contato de vez (sem anotar num cantinho da sua agenda, porque Deus vê isso também!) e excluir a amizade “linda” das redes sociais, a liberdade vai bater na sua porta e vai dizer: “Amiga, cheguei para ficar! Vamos tomar um café?” E você vai sorrir lindamente, como se nada tivesse acontecido nos últimos meses. Que alívio lindo!

Quando este dia chegar, você vai andar bem mais confiante, vai parar de procurar algo ou alguém ao redor e vai deixar a insegurança em casa quando sair. Neste dia, o sol vai amanhecer mais brando, uma brisa vai acariciar seus cabelos e o seu batom vai ficar ainda mais vibrantes nos seus lábios. As roupas mais antigas, aquelas que você sonhava em usar de novo, vão cair tão bem em você que nem vai acreditar. Aquele cara, que a sua mãe sempre te falou para dar uma chance vai te ligar e chamar para um café no fim do expediente. Nessa hora, você não poderá errar e vai fazer o seu pedido certinho e dizer: “Me vê um café bem quente e sem amor, por favor?”


signatureWatana

Comentários

comentário(s)